Translate

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Um Homem de Sorte


Demorei um pouco para postar essa resenha pois faltavam algumas finalizações então vamos lá.



 Título: Um Homem de Sorte
 Autor: Nicholas Sparks
 Editora: Novo Conceito
 Número de Páginas: 272
 Minha Avaliação Final: 5 estrelas


Sinopse do Skoob: “Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.


Continue Lendo


Resenha: É o primeiro romance de Sparks que eu leio que não tem uma coisa trágica com os personagens principais como é de praxe do autor, podemos ver que ele até tenta sim colocar alguns elementos que podem causar esta impressão, mas não exatamente tem algo trágico na história. Bom na verdade acontece sim alguma coisa “impactante”, mas não do jeito que esperamos como é típico do autor.

Outra coisa que achei bem legal foi as piadinhas indiretas (ou diretas) que ele foi introduzindo ao longo do livro, isso deixa o livro bem mais descontraído.  Ele tem uma narrativa simples e gostosa, mas não é aquele simples ao ponto de nos fazer pensar que foi uma criança que escreveu, não, é um simples gostoso, relaxante. Os flash-becks presentes no livro é uma ótima maneira de introduzir alguma coisa do passado que será importante no futuro. Os capítulos ora narrado por Thibault, ora por Beth e ora por Clayton nos proporcionam uma melhor visão da história e dos sentimentos dos personagens.

Os personagens são bem construídos (às vezes até construídos demais, pois eles descobrem coisas em um segundo que seriam impossíveis). Beth (a mulher da foto) é uma ótima mãe, preocupada com tudo na vida de seu filho e de todos os quais ela ama. Beth ou Elisabeth é bem ingênua e sempre tem um julgamento positivo de todas as pessoas, porém ela é bem madura e não parece ter a pouca idade que tem.

Thibault não me encantou tanto quanto os mocinhos do Sparks normalmente me encantam, eu o achei bem irritante (que fique bem claro que eu Ana Clara é que não gostei do estilo dele). Logan Thibault é muito “certinho” com as coisas (é claro que ele é um bom moço e tal, mas não encantou), ele esta sempre disposto a ajudar, sempre dá o melhor de si para ajudar a todos, é (para Beth) o homem perfeito, só que não foi bem assim que o enxerguei. Pelo que entendi ele ficou com um pouco de “sequelas” do tempo em que era fuzileiro naval, pois ele tem visões e esta sempre muito pensativo, soltando alguns fatos do passado, mas o que mais me irritou nele foi a maneira como ele conversa com as pessoas, tá que ele não gosta de falar, mas ele responde muito vagamente tudo que todos perguntam para ele... ah melhor mudar de personagem.

Keith Clayton é o ex-marido de Beth e também pai de seu filho, primeiramente ele encontra com Logan Thibault na estrada e é ai que já começa a raiva por este estranho que de repente começa a trabalhar no canil da avó de Beth. Clayton é bem “mauricinho” e metido a valentão, ele é muito imaturo e irresponsável, tendo vezes em que o próprio filho de 10 anos chega a ser mais adulto do que ele. Por ser assim tão imaturo ele não aceita muito bem Ben (filho dele) como ele é. Keith esta sempre tentando ser um pai melhor, mas a forma que ele faz não é a melhor, mas podemos perceber nos capítulos dele que ele não faz por mal, mas sim por achar que o que esta fazendo é o melhor. Na verdade gostei mais de Clayton que de Logan.

Nana a avó de Beth e dona do canil, é uma personagem mais secundária, mais sempre é citada no livro, pois ela é parte importante da vida de Beth além dela morar na mesma casa que a avó. É a avó que todos nós gostaríamos de ter, uma ótima observadora e muito divertida com suas várias metáforas.

Bem o filho de Elisabeth e Clayton eu achei bem maduro para ter só 10 anos, mas como eu não sou a melhor pessoa para falar de crianças, pois não tenho muita paciência com elas, então melhor deixar o Bem em aberto.

Eu estava caminhando junto com o livro com uma linha de pensamento e chegando ao final ele me surpreendeu totalmente, voltando a ser o velho e bom Nicholas Sparks (e não falo isso com ironia). Gostei do final, nas últimas páginas do livro eu fui ficando sem folego pensando que ia acontecer uma coisa e de repente acontece outra totalmente inesperada (para mim). Todas as questões que ficam um tempo no ar sempre são solucionadas, só fiquei com uma pulguinha atrás da orelha sobre como a foto foi encontrada por Logan já que ele não teve nenhuma relação com quem a perdeu, se alguém que já leu souber me explicar ficaria muito grata.

Paralelo com o filme: Bom os filmes sempre serão um pouco modificados e às vezes eles vão modificar partes que gostamos, mas o filme ficou muito bom, recomendo que leiam e depois vejam o filme, no final do filme me deu até um nó na garganta, eu não costumo chorar em filmes, e nesse uma lágrima QUASE escapuliu.

Por hoje é só, esta resenha saiu maior do que eu esperava, mas acho que consegui passar para vocês um pouquinho do que eu senti.

Paralelo com o filme: Muitas cenas mudadas e trocas, mais conseguiu captar a essência do livro. Só acho que os atores que eles escolheram não tem nada a ver com a descrição dos personagens.

Frase da Página 37: “Coloque duas pessoas diferentes, com expectativas diferentes, debaixo do mesmo teto e nem sempre haverá feijoada na Páscoa”. 
 
Um beijo grande para todos vocês.

10 comentários:

  1. Esse livro é super legal! Ainda não O livro do Sparks que me faça chorar, mas ainda o encontrarei! ;)

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto dos livros dele, mas também nunca chorei em nenhum, sabe quando te da um nó na garganta? Então foi isso que aconteceu, rsrsrs. Mas também não chorei em nenhum dele não, rsrs.
      Bjos
      Obrigada por passar aqui.

      Excluir
  2. Eu acho que essa capa linda e eu tenho muita vontade de ler sim! Amei o post!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bonita, mas prefiro a outra, eu coloquei essa porque o meu tem essa capa (no lugar que fui só tinha essa capa e eu queria o livro), mas ela também é bonita.
      Recomendo todos os livros do Sparks, sou grande fã.
      Bjos

      Excluir
  3. Ana Claraa, passando para agradecer pelos selinhos! =D E para avisar que já postei minha resposta!

    Beeeeijos

    http://estantedadebora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, daqui a pouco vou lá conferir.
      Bjos

      Excluir
  4. Estou louca pra ler esse livro *-*
    Adorei sua resenha ;)

    Beijo
    http://foupourlivres.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, você não vai se arrepender da leitura.
      Bjos
      Ana Clara

      Excluir
  5. gosto muito dos livros do Nicholas Sparks
    otima resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo elogio, também gosto muito dele, sou grande fã como acho que já ficou claro, rsrsrs.
      Obrigada por passar aqui também.
      Ana Clara

      Excluir